Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Políticas Afirmativas
Início do conteúdo da página

Política Afirmativas

Publicado: Terça, 09 de Junho de 2020, 16h15 | Última atualização em Quinta, 08 de Outubro de 2020, 14h46 | Acessos: 571

O PPGAS da UFAM foi o primeiro Programa de Pós-Graduação em Antropologia no Brasil a criar vagas reservadas para estudantes indígenas em seu processo de seleção. Instituída em 2010, o PPGAS já acolheu cerca de vinte e cinco indígenas de diferentes procedências étnicas e regionais da Amazônia a partir da seleção diferenciada. Outra conquista inédita do Programa foi o reconhecimento ao direito do aluno indígena de escrever sua dissertação ou tese na língua vernácula.

Ambas as conquistas influenciaram diretamente na criação da Resolução 010/2016 do Conselho Superior da UFAM, que trata da obrigatoriedade de implantação de políticas afirmativas em todos os Programas de Pós Graduação da UFAM, facultando aos interessados escreverem suas monografias na própria língua. Não apenas para beneficiar o estudante, dando-lhe a oportunidade de ingressar na pós-graduação, as políticas afirmativas visam também o benefício da própria disciplina antropológica, acolhendo em seu interior diferentes modos, discursivos e práticos, de conhecimento.

Com o objetivo de consolidar essa política, o PPGAS estimulou a criação do Colegiado Indígena, que conta com assento no colegiado do Programa. Atualmente, o Programa conta com vagas, tanto no Mestrado quando no Doutorado, também para candidatos afrodescendentes.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página